Arquivos
 04/11/2007 a 10/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 27/08/2006 a 02/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 06/08/2006 a 12/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Bortolotto
 Márcio Américo
 Célia Mussili
 Gibizada
 Márcia
 Lielson
 Blues Masters
 Selton
 Pedrão
 Pedrita
 Caraminholas
 Ana Paula
 Wolf Attack
 Benett
 Leo Lama
 Zéu Britto
 R. L Burnside's
 Maga
  Revista Lasanha
 Revista Blues e Jazz
 Blues4Fun




Blues Writer
 


Ainda Não li o livro, mas estou na caça. . .

O livro Máquina de Pinball, de Clara Averbuck, inspirou o filme Uma História Real. O responsável pela adaptação da obra de Clara para o cinema e diretor do longa-metragem foi o cineasta Murillo Salles, mesmo de Seja o que Deus Quiser e Como Nascem os Anjos.

As filmagens começaram no dia 14 de março, com locações na cidade de São Paulo. “Mais que um filme sobre jovens, é uma história sobre um rito de passagem para a vida adulta, é sobre o desamparo”, explica Salles. O diretor e seu novo foram matéria do jornal O Estado de São Paulo.

As gravações de Uma História Real terminaram no dia 2 de junho. Em seu blog www.adioslounge.blogspot.com Clara comenta como é ter sua obra adaptada para o cinema. “Remexeram nas minhas coisas, remontaram tudo, não sei mais o que fizeram com a minha Camila. Sim, ela é minha, não importa o que digam. E se terminaram de filmar quer dizer que vão editar e que depois vai estar por aí nos cinemas para todo mundo ver.”. No filme de Salles, Camila é uma jovem que quer se realizar como escritora. “É um olhar meu sobre essa personagem que tem 22 anos e é desamparada, solta, que saiu das amarras da família", diz o cineasta. NO cinema a protagonista será vivida pela atriz Leandra Leal.

Máquina de Pinball também conta a história de Camila, que na verdade é um alterego de Clara. Ela se muda de Porto Alegre para São Paulo, deixando para trás os confortos de uma vida regrada, vários gatos, livros e um namorado-quase-marido. No momento seguinte, o cenário é Londres. Depois o Rio. E a volta a São Paulo. Rápido, direto e impactante. É a história da vida de uma garota. E como ela mesma escreve no início, "sou feliz assim. Mulherzinha. Mas com bolas".



Escrito por fernandobluesborghi às 17h07
[] [envie esta mensagem
]





Três Patetas, Café e Bolacha

Se eu fosse um carro usado, com certeza, ninguém nunca me compraria. Estou tão cheio de defeitos ( muitos deles irreversíveis ), que nem o mais cego consumidor, o mais voraz e viciado dos picaretas do ramo, enxergaria qualquer tipo de lucro futuro, ao investir seu rico dinheirinho numa caraça tão obsoleta e em franco processo de decomposição feito eu.

E o mais legal de você chegar ao mais profundo recôndito de sua auto franqueza humana, é que uma louca mistura de sentimentos que você nunca havia imaginado possuir, afloram a pele, fazendo com que suas longas noites na companhia dos Três Patetas, Café e Bolacha sejam agradabilíssimas. . .



Escrito por fernandobluesborghi às 18h18
[] [envie esta mensagem
]





Snooks Blues

Esse disco do Snooks Eaglin é fundamental, quem não ouviu não sabe o que está perdendo.Bom demais.



Escrito por fernandobluesborghi às 09h35
[] [envie esta mensagem
]





Na Calada Da Noite

Na minha singela opinião Na Calada Da Noite é de longe o melhor disco do Barão Vermelho. Não sou lá muito fã dos caras mas tenho um certo apreço por esse trabalho do Frejat e sua turma, e tem uma das músicas que me falha a memória o nome agora que tem uns versos que traduzem da melhor maneira possivel os dias que em vivemos.

Invejo os bichos que no mundo não procuram nexo

Vivem em paz sem ganância ou capricho e só brigam por comida e sexo.

 

 



Escrito por fernandobluesborghi às 17h38
[] [envie esta mensagem
]





Todo Dia Ela Faz Tudo Sempre Igual



Escrito por fernandobluesborghi às 22h02
[] [envie esta mensagem
]






Incrível como a Uma Thurman envelheceu!

A primeira vez que a vi trabalhando foi em Pulp Ficton, e devo confessar que já na época, não achei-a assim nenhuma grande musa (pra ser sincero, a sempre em dia Maitê Proença, deixa a gringa na chinela em qualquer uma de suas fases), mas o desempenho de Uma em cena me chamou a atenção. Ela tinha uma sexualidade toda detalhada, com direito a trejeitos hipnóticos e tudo. Ao assistir, recentemente o àgua com açucar decepcionante "Vingadores", e o também sonifero Be Cool ( onde Uma contracena novamente com Travolta), não consegui sentir nenhum rescaldo sequer da velha hipnose que ela causava ao entrar em cena. Achei a interpretação em ambos os filmes muito afetada , sem timming e apagada. Das duas Uma ( esse trocadilho foi perverso ), ou ela não é mais a mesma ou estou sendo muito ranzinza com a ex-musa de Tarantino.



Escrito por fernandobluesborghi às 16h19
[] [envie esta mensagem
]





Blues - Kays

 

Ao Apagar Da Luz

Nada Melhor Que

Um Bom E Velho Blues

 

 

Ela Tinha Um Par De Olhos Muito Sacana

Sempre Ouvia Um Bom Blues

Pra Começar  A Semana

 

 

A Vitrola Queimou O Fusível

Tenho Que Ouvir Um Blues

O Mais Rápido Possivel



Escrito por fernandobluesborghi às 13h04
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]